terça-feira, 2 de setembro de 2014

Ordem do PT é não atacar Rosalba por causa de Fátima

10583805_700857896665629_5983338427488306203_n

PT-rosaContam quem:
A ordem parte do comando geral do Partido dos Trabalhadores (PT) no Rio Grande do Norte:
- Nem um “pio” e nenhuma manifestação contra a governadora do Estado Rosalba Ciarlini (DEM) mesmo que ela atrase os salários dos servidores estaduais, reescalonamento do 13º e não atenda as categorias sindicais em suas reivindicações.
Silêncio sepulcral. Motivo: O PT que os votos da Rosa para a candidata ao senado Fátima Bezerra.
Quem diria? O DEM de Rosalba que era escrachado e satanizado pelo PT.
Política é um bicho de sete cabeças.

Governador do Ceará diz que Marina é reacionária e será deposta em dois ano

cid gomes
O governador do Ceará, b(PROS), fez duras críticas a candidata à Presidência Marina Silva (PSB), a quem chamou de “canoa furada”, “conservadora” e “reacionária”. Cid ainda afirmou que, caso eleita, Marina “será deposta” após dois anos de governo. As declarações ocorreram na noite de segunda-feira (1º) durante a inauguração de uma escola na periferia de Fortaleza.
O governador afirmou estar preocupado com a divulgação das últimas pesquisas que mostram o crescimento da candidata. Segundo levantamento do Datafolha divulgado na semana passada, Marina aparece empatada com Dilma Rousseff (PT), com 34% das intenções de voto. “Se as pessoas não se tocarem, vão eleger Marina Silva presidente da República. Meu Deus! A gente não pode com um gesto de protesto, induzido pela grande mídia, dar o poder para banqueiros e meia dúzia de poderosos”.

Henrique e Agripino prestigiam posse dos ministros Francisco Falcão e Laurita Vaz na presidência do STJ Thaisa Galvão

O candidato a governador, Henrique Alves, permanece em Brasília, onde cumpre agenda de presidente da Câmara na semana de esforço concentrado da Casa.
Ontem Henrique participou da solenidade de posse dos novos presidente e vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministros Francisco Falcão e Laurita Vaz.
Também participou da solenidade o senador José Agripino Maia (DEM), coordenador geral da campanha do presidenciável Aécio Neves.
No próximo dia 9, o STJ dará posse ao novo ministro, o potiguar Luiz Alberto Gurgel de Faria.
A solenidade será às 18 horas.
IMG_9914.PNG



IMG_9914.PNG

Brasília: Câmara realiza Sessão Solene em homenagem a Eduardo Campos e Pedro Valadares


Foto: Portal do PSB
A Câmara dos Deputados, em Brasília, realiza, nesta terça-feira (02), Sessão Solene em homenagem a Eduardo Campos e Pedro Valadares, mortos em trágico acidente aéreo no dia 13 de agosto, em Santos, litoral paulista.
Campos era candidato à Presidência da República pelo PSB, já Valadares era assessor da campanha, de acordo com informação postada na página oficial do PSB na internet.
Outras cinco pessoas também faleceram no acidente: o assessor de imprensa de Campos, Carlos Percol; o fotógrafo da campanha, Alexandre Severo; o cinegrafista da campanha, Marcelo Lyra; e, os pilotos Marcos Martins e Geraldo Cunha.
A homenagem está marcada para as 15h, no Auditório Nereu Ramos.

Robinson afirma que Henrique Alves é um mentiroso e oportunista

Robinson afirma que Henrique Alves nunca morou
no RN, é um mentiroso e oportunista
Robinson JH
Candidato do PSD parte para o ataque e chama Henrique de "adesista" e "candidato das pesquisas"
Por Jornal de Hoje
O candidato do PSD a governador, Robinson Faria (PSD), elevou o tom das críticas ao candidato do PMDB, Henrique Alves. Em entrevista ao Jornal da Cidade, da FM 94, Robinson disse que o atual presidente da Câmara dos Deputados é o "candidato do acordão", "o candidato das pesquisas", "adesista". Robinson classificou as propostas do adversário de "falácia" e "mentira", apontou "oportunismo" político e "discurso falso", além de tratá-lo como "candidato midiático".
Foi o mais duro momento da campanha eleitoral até o momento. Segundo Robinson, Henrique adere a todos os governos com a promessa de ajudar o Estado, mas não consegue resolver os problemas, lembrando que, mesmo sendo presidente da Câmara, nada fez pelo governo Rosalba Ciarlini (DEM), onde mandava e desmandava, e que em eventos do governo, ele discursava como se fosse o governador e Rosalba a expectadora.
Robinson falou que Henrique não é oposição ao Governo Rosa, já que na gestão atual ainda tem pessoas ligadas a ele, como o secretário de Desenvolvimento, Sílvio Torquato, tio do deputado Gustavo Fernandes (PMDB), a secretário de Assistência Social, que tem o DNA do vice de Henrique, João Maia (PR), e o líder do governo, o democrata Getúlio Rêgo, que vota em Henrique. Robinson acusou Henrique de nunca ter morado no Rio Grande do Norte, de ter nascido no Rio de Janeiro, ter se criado no Rio e de ser carioca.
"A população sabe analisar os fatos e essas são suas propostas de um candidato que nunca morou no Estado, sempre teve uma carreira muito fácil, nasceu pronta nunca cavou com as unhas sua vida pública, já nasceu deputado federal, criado no Rio de Janeiro, carioca, formado no Rio", disse.
Robinson afirmou que mesmo ocupando um dos cargos mais altos da República, Henrique não trouxe soluções ao governo Rosalba. "Ao contrário muita pirotecnia: afunda o calçadão de Ponta Negra e está lá o deputado Henrique para tirar uma foto. Se tem problema no hospital, ele fala que vai trazer ministro para resolver o problema. É o candidato midiático, é o político da mídia, mas resolutividade nenhuma. Então é uma coisa fantasiosa", afirmou.

Justiça Eleitoral barra candidatura de Paulo Maluf


Nilson Hernandes, O Globo
Deputado Paulo Maluf - Foto: Marcos Alves / O Globo
O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) indeferiu o registro de candidatura do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) à reeleição na Câmara, com base na Lei da Ficha Limpa. A defesa do parlamentar disse que vai recorrer da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Na última sexta-feira, três juízes eleitorais votaram a favor da impugnação do registro da candidatura de Maluf. Outros três foram favoráveis à manutenção do registro. Com o empate, coube ao presidente do Tribunal Regional, desembargador Antônio Carlos Mathias Coltro, o voto de minerva, na segunda-feira.



Natal: Zenaide Maia e Shirley Targino prestigiam Encontro dos Amigos de Wilma


A candidata a deputada federal, Zenaide Maia (PR) fez questão de prestigiar o Encontro dos Amigos de Wilma, nesta segunda-feira (1º), no Versailles Tirol, em Natal.
Na oportunidade, Zenaide aproveitou para dizer pessoalmente a candidata do PSB ao Senado que faz parte do grupo que defende e leva pelos municípios potiguares a multiplicação de novas adesões ao seu projeto.
Estiveram presentes no encontro a presidente do PR Mulher, Shirley Targino, a ex-prefeita de Jardim de Piranhas Josidete Maia, além de Laurita Arruda (esposa de Henrique Alves), a deputada Márcia Maia (que disputa a reeleição), a vereadora de Natal Júlia Arruda, demais candidatos, lideranças políticas, amigos, dentre outros convidados.

Na luta sempre em favor da nossa cidade



Vamos continuar nossa luta em favor da verdade da nossa cidade. Tive uma informação agora que o prefeito irá a capital conversar com o candidato a governador Henrique Alves, para mudar o seu voto para o senado. Ele deverá anunciar a desistência do apoio a Fátima Bezerra e engrossar as fileiras da guerreira Wilma. É, se tratando do nosso jovem prefeito, eu acredito em tudo. Ele já traiu Fábio Faria, ele já traiu Ronaldo Soares que o fez prefeito a primeira vez, trair Fátima não será surpresa. Aguardem as cenas dos próximos capítulos do Prefeito Traidor.

Ataques entre Dilma e Marina marcam segundo debate


debate 2
O segundo debate entre os presidenciáveis na TV consolidou a polarização entre as duas primeiras colocadas na pesquisa eleitoral: Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB). No mesmo dia que o comando de campanha do PSDB sinalizou com apoio a Marina num eventual segundo turno, o senador tucano Aécio Neves evitou o confronto direto com a candidata do PSB e concentrou ataques no governo petista.
Ao contrário das duas, que duelaram diretamente quase todo o tempo, Aécio ficou com papel secundário no embate entre os três mais bem colocados nas pesquisas. Assumidamente nervosa, a ponto de tentar interferir logo no primeiro bloco nas regras do debate, Dilma usou da falta de propostas para o pré-sal no programa de governo do PSB.

Em nota, Agripino esclarece especulações sobre segundo turno


aecio agripino
Em nota enviada à imprensa, o coordenador de campanha de Aécio Neves (PSDB) a presidente, senador José Agripino (DEM/RN), explicou que “todo o esforço que os partidos que apoiam a candidatura” do tucano “realizam neste momento se volta para levá-lo ao segundo turno”.
“Temos a convicção de que nele estaremos. Alianças para o segundo turno serão discutidas quando o segundo turno vier, oportunidade em que esperamos contar com o apoio daqueles que, como nós, desejam mudanças”, escreveu Agripino. Ele disse depositar “absoluta confiança na habilidade do nosso candidato em conduzir o processo pela experiência política e pelos quadros administrativos que o cercam e que farão o país entender ser ele a melhor opção para a Presidência da República”.

Grupo de oposição de Macau reafirma apoio a Robinson

robinson macau
O grupo político que faz oposição a administração de Macau reafirmou apoio ao projeto político administrativo de Robinson Faria (PSD). Eles entregaram um documento ao candidato com pleitos com os desafios da região no setor econômico e social. Ao lado de ex-prefeito e vereadores, Robinson agradeceu o apoio e reforçou a parceira.
“Macau é a cidade pólo da região salineira do Rio Grande do Norte e iremos trabalhar pelo desenvolvimento da cidade no nosso governo. Vamos levar projetos de geração de emprego e renda para a população, através do desenvolvimento econômico, ações de educação, segurança e saúde”, comentou.
O grupo é formado pelo ex-prefeito e presidente do PSD em Macau, Afonso Lemos; o Presidente da Câmara de Macau, Araújo; o vereador Décio Cabral; o ex-prefeito José Antonio Menezes; o ex-vice-prefeito Aluízio Faria; a ex-vereadora Odete Lopes; o presidente do diretório do PT, Aldair Nunes e lideranças.

Henrique se coloca à disposição do Fórum em Defesa da Saúde para debater propostas


henrique TN
O candidato do PMDB ao Governo do Estado, Henrique Alves, se colocou à disposição do Fórum Estadual em Defesa da Saúde e do Ministério Público para receber pessoalmente o documento elaborado pelas entidades com a pauta de prioridades na área de saúde.Em função de ter viajado a Brasília para cumprir agenda institucional como presidente da Câmara dos Deputados, Henrique não pode receber o documento nesta segunda-feira (01), durante reunião realizada com candidatos na sede do Ministério Público.
O candidato a vice, João Maia (PR), também deputado federal, não pode representá-lo pelo mesmo motivo. A ausência de Henrique foi previamente justificada aos organizadores do evento. “É de fundamental importância debatermos a situação da saúde com todos os órgãos e entidades envolvidas. Nos colocamos à disposição do MP e do Fórum para recebermos o documento e apresentarmos nossas propostas”, afirmou o candidato do PMDB.

Aclamado pela população, Abelardo apresenta seus candidatos em grande mobilização


Keffas Emmanuel 
Alto do Rodrigues - Sob muitos aplausos da população, o prefeito Abelardo Rodrigues apresentou no último sábado, seus candidatos a deputado estadual; Ricardo Motta, federal; Felipe Maia, a governador do Estado, Henrique Eduardo Alves e ao Senado, Vilma de Faria, em uma grande mobilização política, na ocasião da passagem da "Caravana da Mudança" comandada por Henrique em Alto do Rodrigues, e que foi recebida pelo prefeito, correligionários, lideranças políticas do município e pelos seus seguidores. 

Em seu discurso o prefeito Abelardo afirmou que não existe nenhum constrangimento em votar em Henrique e deixou claro que veio para somar e não para puxar o tapete de ninguém.

Assista o discurso:



Wilma: “Vamos ganhar essa eleição e preciso de vocês para falar quem eu sou”

Candidata ao Senado do PSB foi recebida em festa por amigas 
image (2)image (3)
A reunião foi organizada pelos amigos de Wilma de Faria, mas foi a candidata ao Senado quem fez a maior convocação para que seus “guerreiros” se engajem na sua campanha e de Henrique Alves ao Governo do Rio Grande do Norte.
Emocionada e ressaltando que ali, na tarde desta segunda-feira (1), no Versailles Tirol, estavam todos que participam da sua vida pública e pessoal e que conhecem bem seus sentimentos, assim como seu interior, Wilma ressaltou a necessidade de que estes amigos ajudem-na a propagar seu trabalho e propostas, através de uma campanha propositiva.
“Estou muito emocionada. Tem sido difícil minha vida pública, mas todas as nossas vitórias conseguimos com muito trabalho. Enfrentando dificuldades, injustiças, inverdades. Não é fácil ocupar cargos políticos, mas sempre fui avaliada com grande aprovação popular e quero que me ajudem a mostrar quem fui, quem sou”, observa.
Coordenadora da campanha na Grande Natal, Graça Motta, ressaltou que o objetivo maior da reunião era o de maior engajamento daqueles formadores de opinião tão importantes na sociedade, para que dediquem um pouco de seus tempos para multiplicar os votos em favor de Wilma e Henrique.
Laurita Arruda, mulher de Henrique Alves, disse que acompanha a vida pública de Wilma desde pequena. “É um exemplo de mulher que sempre esteve à frente de sua geração. Não tem eleição ganha, nem perdida. Hoje vai ser um divisor de água. Fiquei arrepiada aqui com essa energia de todos vocês cantando os hinos da guerreira e precisamos colocar essa força diferenciada nas ruas”, complementou.
A mulher do prefeito Carlos Eduardo Alves, Andreia Ramalho, levou a palavra do grupo. “Estou admirada com tanto amor nesse ambiente. Tenho certeza que depois dessa convocação, iremos crescer. A senhora precisa de todos esses guerreiros nessa luta. Sei que a senhora é mestra e sua equipe é a melhor. Conheço desde 2002, quando, com sua garra, competência e espírito público, saiu da prefeitura para se candidatar ao governo e ganhou”, relembrou. Complementando a seguir: “Estou aqui em nome de Carlos Eduardo pra dizer que Natal precisa da senhora. Precisamos de uma senadora municipalista. Carlos está com a senhora firme e forte”.
Também discursaram o neto Rafael Maia, além da vereadora Julia Arruda, que falou em nome dos 20 parlamentares de Natal que apóiam Wilma e Henrique. “Estamos aqui demonstrando nosso comprometimento e disposição de ajudar neste momento decisivo para multiplicarmos e para que tenhamos a maior vitória que o RN já viu da guerreira”.
Estavam presentes ainda o candidato a segundo suplente de Wilma, o vereador Pastor Edmilson, além dos candidatos a deputados federais Rafael Motta e Zenaide Maia, e a estaduais, Márcia Maia e Laura Helena. Sem concorrer nas eleições, presenças ainda dos vereadores Júnior Grafith, Felipe Alves, Aroldo Alves, Dickson Júnior e o licenciado Raniere Barbosa.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Presidente do DEM sinalizou aliança com Marina Silva no segundo turno

Fala de Agripino causa mal-estar na campanha de Aécio
brasil-politica-aecio-jose-agripino-democratas-psdb-20140630-001-size-598
Aécio Neves, candidato à presidência pelo PSDB durante encontro com Agripino Maia, presidente do DEM, em Brasília (Divulgação/PSDB/VEJA)
Bruna Fasano - VEJA
A declaração do senador José Agripino Maia (DEM), coordenador da campanha de Aécio Neves (PSDB), sinalizando uma aliança com Marina Silva (PSB) no segundo turno para derrotar a presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) causou mal-estar na já combalida campanha tucana e irritou alguns dirigentes do partido. Internamente, a fala do senador, que é presidente do DEM, foi interpretada como um recado para lideranças do seu partido que quiserem "jogar a toalha" nos estados e buscar outros arranjos regionais.
Questionado sobre a fala do senador, Aécio disse que desconhecia a afirmação: "Eu não conheço essa declaração", afirmou o tucano. "Nós temos uma proposta para o Brasil, e por ser a melhor para o Brasil, estou plenamente confiante de que será a vitoriosa. Buscaremos o apoio da sociedade brasileira também num segundo turno. Não tenho dúvidas de que no momento da reflexão maior, da decisão do voto, vai prevalecer a nossa dentre aquelas alternativas que se colocam como mudança. Irá prevalecer aquela que é capaz de transformar esse sentimento de mudança em algo real. E melhor para a vida dos brasileiros", disse. "Temos um quadro em mutação na campanha. Da mesma forma que eu estava em segundo lugar em todas essas pesquisas lá atrás, e ninguém me perguntou se eu já me considerava no segundo turno, eu quero dizer que continuo absolutamente confiante."
Em entrevista à Agência Estado, Agripino afirmou: "O sentimento que nos move – PSDB, DEM e Solidariedade – é garantir a ida de Aécio para o segundo turno. Se não for possível, avalizar a transição para o segundo turno. Ou seja, com uma aliança com Marina Silva, por exemplo. É tudo contra um mal maior que é o PT".
Por volta das 17h, o senador divulgou nota oficial numa tentativa de amenizar o estrago. Diz o texto: "Todo o esforço que os partidos que apoiam a candidatura de Aécio realizam neste momento se volta para levá-lo ao segundo turno e temos a convicção de que nele estaremos. Alianças para o segundo turno serão discutidas quando o segundo turno vier, oportunidade em que esperamos contar com o apoio daqueles que, como nós, desejam mudanças. Depositamos absoluta confiança na habilidade do nosso candidato em conduzir o processo pela experiência política e pelos quadros administrativos que o cercam e que farão o país entender ser ele a melhor opção para a Presidência da República".
Desde a semana passada, integrantes da campanha, como Agripino e o ex-vice-governador de São Paulo Alberto Goldman, defendem que Aécio mude os rumos da campanha e mire a artilharia em Marina. A mudança deverá ser colocada em prática na tarde desta segunda-feira durante o debate entre os presidenciáveis promovido pelo jornal Folha de S. Paulo e o SBT.