sábado, 1 de novembro de 2014

Pedro Simon: o novo Congresso é uma piada


20130425022954_cv_simon berrando_gdeÚltimo remanescente dos chamados “autênticos” do velho MDB, grupo que fazia a oposição mais radical ao governo militar, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) encerra uma trajetória política iniciada como vereador em 1960 e marcada pelo espírito combativo, pela defesa da ética e pela oratória demolidora. Com 32 anos de Senado, é um feroz crítico do Parlamento, das siglas partidárias e do sistema eleitoral. Nas palavras dele, o novo Congresso é “uma piada”, a forma de eleição dos deputados brasileiros é a pior do mundo e os partidos não passam de uma “esculhambação”. “O Congresso nunca esteve tão mal”, avalia em entrevista à Revista Congresso em Foco.
Fiel ao velho MDB, enterrado, segundo ele, com Tancredo Neves, o senador experimentou seu último protagonismo de maneira discreta: partiu dele a sugestão a Marina Silva de se filiar ao PSB e firmar parceria com Eduardo Campos. “Descarregaram uma metralhadora na Marina. Ela sucumbiu”, lamenta, ao explicar a derrota da ex-colega.

Fatos e Gente Gerais… Gerais… Gerais… Gerais


Partage Shopping Mossoró abrirá para funcionamento no feriado dedicado ao Dia de Finados, dia 02 de Novembro – domingo.  Praça da Alimentação e o West Bowling de 11 às 22h, as lojas de 14 às 22h, mesmo horário do Multicine.
Amanhã (sábado, 1º de novembro, a diretoria do Potiguar realizará outra promoção no Centro de Treinamento Manoel Barreto Filho, no bairro Alto Sumaré. Música ao vivo para levantar mais fundos ao andamento da obra que se tornará uma referência esportiva no interior do Nordeste. Dayvid Almeida, Edu Lenon e Xavier Araújo animarão o Dia do Alvirrubro, a partir das 11h.
Carlos Augusto: sem rapapés, por favor (Foto: arquivo)
Hoje é dia de vivas para o chefe de Gabinete do Governo do Estado, ex-deputado estadualCarlos Augusto Rosado (sem partido). Aniversário, mais um ano de vida. Saúde e paz, caríssimo. Evitem paparicos, festim e cumprimentos rebuscados. Absorto em suas reflexões e na timidez, ele detesta excessos. Aqueles rapapés próprios da corte, não lhe agradam. Prefere a companhia sem alardes da musa, governadora Rosalba Ciarlini(DEM).
Apesar de alguns percalços e restrições, o empresário Tácio Garcia (Gondim & Garcia) dá demonstração de forte fé e tenacidade na restauração de sua saúde, que andou dando sustos e lhe faltando. Não tem sido fácil nos últimos meses. Mas família e verdadeiros amigos suplementam sua garra. Força, “Negroide“.
Ergue-se do chão com proeminência o complexo mercantil que o Grupo Porcino Costa constrói no centro da cidade, no quadrilátero formado por Avenida Alberto Maranhão, João Marcelino, Meira e Sá e Avenida Rio Branco. Estacionamento subterrâneo e muitos endereços comerciais devem ser novo endereço de compras em Mossoró. Inauguração ainda tem data em aberto.
Quem aportou em Mossoró nessa quinta-feira (30) foi o jornalista Luciano Kleiber, nome do comando daComunicação na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (FECOMÉRCIO/RN). Foi um vapt-vupt extremamente produtivo. Abraços, meu caro.
O espaço anteriormente conhecido como “Cafezal“, no Memorial da Resistência, centro de Mossoró, passou a ser tocado pelo fotógrafo Cláudio Roberto. Resgate de um ótimo lugar para bate-papo em final de tarde e noitadas. Sucesso.
NOITE DE CHICO – A boa música num espaço agradável. Agende sua noitada em Mossoró para o Shock Bardo Hotel Thermas, a partir das 20h de hoje, com “Tributo a Chico Buarque“. Repertório com a voz de Luciano ‘Sal da Terra’ e participação especial do diretor de redação do jornal Gazeta do Oeste, Gilberto de Souza. Imperdível.
Nesta sexta-feira (31), o Colégio Diocesano Santa Luzia (CDSL) realiza o Sarau de Poesia “É Tempo de Poetar”, no Teatro Municipal Dix-Huit Rosado, às 18h. O projeto tem o objetivo de contribuir para a formação de leitores por meio de textos poéticos e reúne apresentações das crianças da Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental, com poemas recitados, cantados e teatralizados pelos alunos.
Charles Paiva, “primeiro-damo” da professora e repórter social Marilene Paiva, está submerso no curso de Engenharia no campus de Mossoró da Universidade Potiguar (UnP). Desempenho e notas próprios de quem não desembarcou por lá para fazer hora ou “terapia desocupacional“.
Elizabeth Freitas é a atração do happy hour do Tenda Gastronomia (Mossoró), a partir das 21h de hoje. Amanhã, o cantor Robinho será a atração no mesmo horário, com repertório sempre muito interessante.
Em silêncio, sem alardes, o jornalista Bruno Barreto (editor de Política de O Mossoroense) tem realizado estudos acadêmicos para produção de trabalho sobre o racha político do clã Rosado, situação ocorrida ainda nos anos 80. Material deve se transformar em livro. Aguardo esse desfecho, sobre um tema sempre muito instigante. O jornalista em relevo tem talento para produzir uma obra qualificada.
O empresário Vilmar Pereira e o prefeito assuense Ivan Júnior reservaram um tempo largo para bate-papo nessa quinta-feira (30). O conversê foi tocado no Restaurante Pinga-fogo do Hotel Thermas, sempre impecável no cardápio e atendimento.
O advogado José Luiz Carlos de Lima está remoçado. Há tempos adotou hábitos da geração saúde, cumprindo rigorosa liturgia de zelo corpóreo. Mens sana in corpore sano (“uma mente sã num corpo são”). Está quase apolíneo, mas ainda distante de ser um Adônis, que se diga.  Botamos parte da conversa em dia ontem, contudo ainda falta muito para a pauta zerar.
Os irmãos Alexandro Rodrigo e Evandro Matheus entregaram um empreendimento de peso à melhora substancial da gastronomia mossoroense. A churrascaria “Tchê!“, na Avenida João da Escóssia, Nova Betânia, tem tudo para emplacar e conquistar uma clientela mais exigente. Relatam-me que local é muito convidativo.
Não obstante o atraso de dias, manifesto solidariedade à Soraya Vieira (Gazeta do Oeste), pelo falecimento do seu pai Antônio Figueiredo. Que descanse em paz.
Chef Fernandes: cozinha diferenciada (Foto: divulgação)
Desde ontem (quinta-feira, 30) funciona o Leopoldo – Brasserie e Café, bem localizado na Antônio Vieira de Sá, 178, no Nova Betânia (Mossoró). O local tem cardápio com inspiração americana, espaço descontraído e passa a funcionar das 11h às 20h nas terças e quartas, e das 11h às 00h de quinta a sábado, com opções para almoço e jantar, além de cafés e lanches rápidos. A propósito, no sábado, tem feijoada, sim senhor. Tudo assinado pelo chef Jaílson Fernandes.
Há tempos eu não via Aurora Escóssia. Esta semana esbarramos por aí. Flash suficiente para saber notícias do ex-prefeito João Newton da Escóssia, meu companheiro de copo farto e papo agradável nas antigas do “Bar IP“, de Édson Pinheiro. “Ele está bem”, resumiu. Bom saber.
O casal auditor fiscal municipal Eudson Lacerda-gerente ItaúAna Raquel traça últimos arranjos para ocupação de novo endereço. Vão arranchar no Quintas do Lago (Mossoró) por esses dias. Adorei o investimento, por motivos mais do que óbvios.
Obrigado a leitura deste Blog a Salvador, comerciante que durante muitos anos atuou à Rua Meira e Sá (centro de Mossoró), jornalista Jânio Rego (Feira de Santana-BA) e Etelânio Figueiredo (Pau dos Ferros).
TARCÍSIO JERÔNIMO – O advogado Tarcísio Jerônimo e outros integrantes do seu escritório começaram a desenvolver planos para mudança de endereço. Vão se instalar nas proximidades do complexo judicial de Mossoró, no Grande Alto de São Manoel. Meus cafezinhos vespertinos ficarão mais distantes. Mesmo assim, vou aparecer. Aguarde-me, Dona Raimunda.
O infante Geraldo Neto (7 anos), filho de Rosemberg Estevão-professora Ady Canário, tem revelado continuado apetite pela leitura, não obstante a idade imberbe. Começa cedo, também, a militância política na infantaria da presidente Dilma Rousseff (PT). A propósito, soube que anda sondando pai e mãe para saber em quem votei. Tudo bem. Leia: em Dilma. O.K? Abraços, cara!
O titular da Repet, empresário Michelson Frota, dará uma desacelerada na vida agitada na próxima semana. Tempo para viagem até Gramado-RS. Quer voltar tinindo para atividades de final de ano em sua empresa e na presidência do Sindivarejo-Mossoró.
Anote aí o endereço do nosso TWITTER, vai: www.twitter.com/bcarlossantos. Por lá, notas exclusivas e bastidores políticos. Basta nos acompanhar. Quem tem seguidor é líder de seita.
Só para provocar: O Centro de Convenções de Natal será o local da segunda edição do projeto Natal Pop, que trará novamente o cantor Nando Reis e sua banda “Os infernais“. O show acontecerá dia 22 de novembro. Anotou?
Categoria(s): Gerais

Adesões: Base pró-Robinson Faria já contabilizaria 14 deputados estaduais


A matemática política do RN indica que já seriam 14 os deputados estaduais que participarão da próxima legislatura que já estariam comprometidos com a base de sustentação política do governador eleito Robinson Faria (PSD).
Com o título “Adesão”, a jornalista Eliana Lima abordou o tema em sua coluna desta sexta-feira (31) do jornal Tribuna do Norte:

O número de deputados estaduais na base do governador eleito Robinson Faria já chega a 14 parlamentares. O cálculo é feito por assessores do alto escalão do futuro chefe do Executivo. Foram eleitos na coligação “Liderados pelo Povo” seis deputados estaduais. No segundo turno, houve a adesão dos deputados reeleitos Gustavo Carvalho (PROS) e José Adécio (DEM). Mas após o resultado do pleito, o bloco contabiliza a chegada de novos parlamentares.

Opinião: Lançamento de Mineiro em Natal expõe ato falho de Robinson



Fernando Mineiro
Na ótica do experiente jornalista político mossoroense Neto Queiroz, o vice-governador e governador eleito Robinson Faria (PSD) agiu em descompasso com o que apregoou durante a recente campanha eleitoral ao estimular, numa entrevista recente à imprensa de Natal, a candidatura do deputado estadual reeleito Fernando Mineiro (PT) à Prefeitura da capital na sucessão municipal de 2016.
Sobre a questão, Neto Queiroz assim se posicionou, em sua coluna no jornal Gazeta do Oeste de quinta-feira (30), com o título “Fugindo do discurso”:

Ao declarar a imprensa natalense que Fernando Mineiro seria um bom nome para disputar a Prefeitura de Natal em 2016, Robinson Faria já negligenciou seu próprio discurso de campanha quando disse que não governaria pensando na próxima eleição e sim nas próximas gerações.

Racha no PP e investidas do PMDB ameaçam tirar paraibano de ministério


aguinaldo PBMesmo sendo um nome com a aprovação da presidenta Dilma Rousseff, reeleita no segundo turno, o deputado federal paraibano Aguinaldo Ribeiro (PP) tem o cargo de ministro ameaçado na equipe do próximo governo petista. O Partido Progressista quer continuar comandando a pasta, mas o nome que a legenda defende é do presidente nacional, senador Ciro Nogueira (PI).
Além do PP, o PMDB também está de olho no Ministério das Cidades. O partido do vice-presidente Michel Temer defende um rodízio entre os partidos da base aliada que ocupam cargos em ministérios para um segundo governo Dilma. Aguinaldo tem sempre recebido da presidenta Dilma elogios por sua atuação à frente do Ministério das Cidades. O PP já mandou um recado para o Palácio do Planalto, alegando que não se sente confortável em fazer rodízio de pastas com outros partidos.
Integrantes da bancada da legenda defendem o nome do senador Ciro Nogueira para comandar a pasta a partir de 2015. A avaliação é de que o racha no PP durante as eleições pode diminuir a participação do partido no segundo governo. Praticamente metade da bancada apoiou a candidatura de Aécio Neves (PSDB) na corrida presidencial deste ano.
O PP ressalta que, apesar da divisão, o presidente da legenda conseguiu para Dilma o mais importante, o tempo de televisão do partido. O PMDB quer trocar o Ministério das Minas e Energia pelo Ministério das Cidades. Entre os programas dentro do orçamento do Ministério das Cidades está o ‘Minha Casa, Minha Vida’, um dos carros-chefes da gestão petista.

Fabrício Torquato diz que Pau dos Ferros não é curral eleitoral



fabricio entrevista
Em entrevista concedida ao Programa Rádio Cidadão, da Rádio FM Vida, no final da tarde do dia 30 de outubro, o prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, falou sobre o recente cenário político vivido no município, aquecido em virtude da campanha e do resultado das eleições para governo do estado. De acordo com Fabrício, ao analisar a vitória de Robinson Faria (PSD) sobre o candidato Henrique Alves (PMDB), o atual vice-governador teve um desempenho surpreendente.
“Ele foi um candidato que, com humildade e determinação, conseguiu o crédito de todos os eleitores que nele votaram. O povo se manifestou de forma livre e espontânea. Foi notório perceber que o acordo de gaveta houve ‘lá em cima’ na campanha de Henrique Alves. Não dá para se fazer política desse jeito. Em Pau dos Ferros, o único acordo que deu certo foi o do povo livre, que escolheu o seu candidato”, disse.
Sobre a ampliação da maioria de Robinson em Pau dos Ferros, Fabrício dá o mérito aos pauferrenses. “A maioria de 4.489 votos foi resultado do desejo do povo. Dou crédito total ao povo da minha cidade. O que acontece hoje é que as pessoas já estão ficando maduras em uma cidade como a nossa. E nós não somos curral eleitoral. Essa eleição mostrou isso muito claramente”, afirmou.


“O que houve em Pau dos Ferros foi a antecipação das eleições de 2016”

fabricio entrevista 2
Ao apoiar o candidato Robinson Faria (PSD), Fabrício Torquato disse que buscou o apoio de quem acreditava e que o cenário político em Pau dos Ferros foi precoce quando houve a tentativa de antecipar as eleições para prefeito daqui a dois anos. “O que houve em Pau dos Ferros foi a antecipação das eleições municipais de 2016, quando, desrespeitosamente, pessoas que estavam no mesmo palanque que eu surgiram com claros indícios de campanha. É meu direito como Prefeito da cidade construir parcerias para o desenvolvimento do meu trabalho. Não tenho DNA e nem histórico de ser manobrado e conduzido por vontades ou interesses de terceiros”, declarou.

Prefeito Ivan Júnior começa mudanças no quadro de auxiliares

De forma ainda tímida o prefeito de Assú, Ivan Júnior (PROS), começou a fazer uma pequena mudança no quadro de auxiliares do executivo municipal.

Na edição desta sexta-feira (31) do Diário Oficial do Município (DOM), foram publicadas algumas exonerações.

Uma das exonerações foi a pedido do consultor de engenharia José Firmino de Morais Filho. O nome do seu substituto ainda está sendo analisado.

Também foram exonerados Jefferson Jeronimo dos Santos – o popular Farinha -, ocupante do cargo de assessor de secretaria; o geólogo Eugênio Fonseca Pimentel, do cargo de coordenador executivo, e Valmir Machado, do cargo de chefe executivo.

Nos corredores do Centro Administrativo Edgard Borges Montenegro o ‘zunzunzum’ são que outros nomes poderão aparecer nas edições do diário oficial até o final do mês de novembro. Uns sendo nomeados e outros exonerados.
http://rabiscosdosamueljunior.blogspot.com.br

“Plebiscito para reforma política é perda de tempo e de dinheiro”


Erick-Pereira-HD--(9)
Caberá ao Legislativo federal a discussão sobre reforma política. Pelo menos, se depender do doutor em Direito Constitucional e mestre em Direito Eleitoral, Erick Pereira, estava nesta sexta-feira no Rio de Janeiro, onde participa de uma banca de doutorado, foi ouvido pel’O Jornal de Hoje para avaliar a discussão nacional em torno do polêmico tema que se arrasta a décadas em Brasília.
Segundo Erick Pereira, a discussão tem mesmo que ficar a cargo do Legislativo, que é quem tem competência para realizar esse debate. E, se for o caso, depois, “fazer um referendo para ver se a população aprova ou não o que foi decidido”. “O plebiscito seria pura perda de tempo e de dinheiro público”, analisou Pereira.
O plebiscito é uma consulta direta ao cidadão em que ele se manifesta sobre um assunto antes que uma lei sobre o tema seja estabelecida. Também uma consulta pública, o referendo é uma forma do cidadão decidir sobre um determinado tema, sobre uma lei após ela ter sido elaborada e aprovada pelos órgãos competentes do Governo nacional.
Jornal de Hoje

Governo é contra prorrogação de prazo para fim dos lixões


Lixão da cidade de Caicó, no Rio Grande do Norte, em foto de 21 de julho deste ano (Foto: Marcílio de Araújo/G1)
Lixão da cidade de Caicó, no Rio Grande do Norte, em foto de 21 de julho deste ano (Foto: Marcílio de Araújo/G1)
O ministério do Meio Ambiente não considera a simples prorrogação do prazo uma boa solução para o problema dos lixões. O posicionamento continua sendo defendido pela pasta, mesmo após a aprovação, no Congresso Nacional, de emenda ao projeto de lei de conversão da Medida Provisória 651/14, que amplia o prazo para fechamento dos lixões e instalação de aterros sanitários até 2018. A decisão de vetar ou não a emenda, entretanto, será da presidenta Dilma Rousseff. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, já havia ressaltado, quando a proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados, que a simples prorrogação não provoca a discussão mais objetiva e necessária para tratar a questão dos resíduos sólidos, e continua sendo crime ambiental manter lixões em funcionamento. Para ela, é preciso respeitar também os quase 2,3 mil municípios que cumpriram a lei.
A meta, até agosto último, de erradicação dos lixões e instalação de aterros sanitários para destinação adequada dos resíduos sólidos, está prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos, sancionada em 2010. No projeto aprovado no Congresso, estados e municípios também ganharam prazo até 2016 para elaborar os planos estaduais e municipais de resíduos sólidos. Esse prazo venceu em 2012. Os planos são requisitos para que estados e municípios recebam dinheiro do governo federal para investir no setor. A emenda foi mantida no texto aprovado no Senado, após o compromisso do senador Romero Jucá (PMDB-RR) de que a presidenta Dilma Rousseff vetará o trecho, que foi inserido pela Câmara, apesar de o assunto ser estranho ao princípio da medida, que trata de incentivos ao setor produtivo. Se o texto fosse modificado, ele precisaria retornar para última análise dos deputados, e poderia perder o prazo de sanção.

Francisco José minimiza atuação política de Rosalba em Mossoró


francisco jose mossoroenseDurante entrevista que concedeu ao jornal de hoje o prefeito de Mossoró, Francisco José (na foto), foi perguntado se seria candidato a prefeito de Mossoró:
– Olhe acredito que sim. Nós não decidimos ainda. Mas pelo fato de poder e pelo fato de termos saído dessas eleições com uma conjuntura muito forte, com a eleição deGaleno Torquato com 12 mil votos, tendo mais votos que o próprio Leonardo Nogueira, que era deputado por duas vezes na cidade, marido da ex-prefeita por duas vezes da cidade de Mossoró (Fafá Rosado). A votação de Fábio Faria (deputado federal) que praticamente tirou 500 votos a menos que a ex-prefeita Fafá, que teve 12.400 votos e pelo fato de termos um governador amigo, aliado, tudo isso deixa o nosso projeto político muito forte para 2016.
Do blogue:  Esse rapaz tá delirando. Na eleição suplementar de Mossoró ele perdeu para os votos nulos e brancos. Quem foi responsável pela vitória de Robinson Faria em Mossoró e pela derrota dos adversários tem nome: Rosalba Ciarlini. Ao que parece, Junior não tem o mínimo de humildade e carrega para si a responsabilidade do resultado da eleição em Mossoró minimizando o prestígio da Rosa.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Meu blog será extremamente profissional.



Meu blog, estará de agora por diante comercial, mas, terei minhas opções. Faltam dois anos para 2016, mas, fazendo uma análise profunda do momento, chegamos a uma conclusão, um nome tem surgido, e se destacado pela honestidade, pela simplicidade, o jovem empresário, Patrício Jr. ao qual devo anunciar neste final de semana, nossa solidariedade na sua pré-candidatura á prefeito do Assú. Com isso, defenderemos o nome de Patrício, sem criarmos problema com ninguém. Política deve ser feita com respeito as pessoas. Estou conversando com Patrício Jr. ao qual tem mostrado muito respeito pela Terra dos Poetas. Mas, o blog não vai confundir o meu lado de cidadão, com o lado político. Irei ser imparcial, e a próxima semana, daremos mais detalhes sobre nossa posição política. Assú precisa ter um prefeito, dois deputados estaduais, e um deputado federal. E aqui fica registrado. A minha luta será essa, em favor do Assú.

Já votei nos dois!



Em 2008, votei para prefeito do Assú, em Ivan Jr. depois nos afastamos politicamente, e logo depois me uni ao deputado George Soares. Ao qual votei nele, em 2012, e em 2014. O tempo passa, não tenho nada contra George, é um rapaz sério, e que não posso falar mal de um grande parlamentar. Digo de público, George é um homem de palavra! Com tudo, tanto George, como o prefeito Ivan, já tiveram o meu voto uma vez. Cada um ao seu tempo, posso dizer que os dois jovem lideres, devem buscar união em favor do Assú. De agora por diante passo a ter respeito por esses dois jovens, que todos dois tenham um futuro brilhante, e o meu blog estará aberto para divulgar as matérias, tanto do mandato do deputado como do prefeito do Assú. Não preciso ser inimigo de nenhum dos dois, até porque não vou disputar mandato.

Zebrinha, um amigo do povo do Assú.



O ex prefeito Zebrinha, tem seu jeito debochado sim, mas, tem um coração grande, e sempre muito solicito com as pessoas. Não podemos negar que Zé Maria, registrou seu nome na história política do Assú. Pois foi prefeito daqui  por duas vezes. É uma pessoa, que gozamos do previlegio de ser amigo, desse grande ser humano. Tem defeito, tem! Mas, tem muitas virtudes. É um homem de personalidade forte, Zé Maria, ficou marcado como prefeito do povo pobre do Assú. E seu slogan é para o bem do Assú.

Votar o aumento do FPM é inevitável, diz o presidente da Câmara dos Deputados!

Henrique prometeu esforços para conseguir mais recursos aos governos municipais.
Uma declaração importante para o movimento municipalista. De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, votar o aumento do Fundo de Participação dos Municípios é inevitável. A Proposta de Emenda à Constituição aguarda para ser pautada no Plenário da Casa. Ela precisa ser aprovada em dois turnos para ser promulgada.

Segundo reportagens da Agência Brasil e da Agência Câmara, esta matéria é uma das prioridades elencadas por Alves. Durante a XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em maio deste ano, ele recebeu milhares de prefeitos na rampa do Congresso e prometeu não somar esforços para conseguir mais recursos aos governos municipais. Desde então, a promessa tem sido cumprida, pois ele interferiu também para que a Comissão Especial que analisou a PEC tomasse decisão o mais rápido possível.

“A situação dos Municípios hoje é dramática, insustentável. [Os Municípios] receberam muitas demandas, muitas obrigações, contrapartidas, estão sem orçamento, sem autonomia. Certamente vamos votar na próxima semana”, disse o presidente.

Mais recursos

A PEC 426/2014 foi elaborada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Apresentada no Senado e na Câmara ao mesmo tempo, a mais rápida delas, a proposta do Senado, chegou à Câmara com a previsão de 1% de aumento. Segundo o texto, será 0,5% em 2015 e 1,5% em 2016. Esta elevação seria afixada na Constituição Federal e valeria todos os anos a partir da aprovação. O FPM passaria de 23,5% para 24,5% da soma do Imposto de Renda e do Impostos sobre Produtos Industrializados.

Antes e depois da Marcha, em Mobilizações Permanentes, a CNM tem conseguido aos poucos fazer este projeto avançar. Falta apenas este passo para a conquista, pois, se os deputados não alterarem o texto, ela não volta para o Senado. Como se trata de uma PEC, não vai à sanção. É promulgada diretamente pelo Congresso Nacional.

Futuro vereador prevê derrotas de Carlos Eduardo em 2016 e Gari e Agripino em 2018



Joanilson sobre vitória de Robinson: “O povo manifestou seu desejo de mudança”


Joanilson-de-Paula-Rego-WR--(2)
O professor Joanilson de Paula Rego, presidente do PSDC e futuro vereador de Natal, disse hoje que “os famosos caciques políticos parecem estar com os dias contados” no Rio Grande do Norte. Ele assumirá o cargo de vereador a partir de fevereiro do próximo ano para um mandato de dois anos, em substituição ao vereador Jacó Jácome (PMN), que foi eleito deputado estadual nessas eleições.
“O povo manifestou-se no seu desejo de mudança. E se não foi uma mudança profunda, baseada em programas partidários e bandeiras mais coletivas, foi um mudança com pessoas muito dignas, como é o caso desta chapa vitoriosa, Robinson Faria e Fábio Dantas, que trouxeram para o Rio Grande do Norte uma verdade, ou seja, os famosos caciques políticos parecem estar com os dias contados”, analisou Joanilson, em entrevista à FM 94.
Ele ressaltou “a vitória de Robinson e de Fábio Dantas, dois homens não tão grandes, mas que venceram um sistema que tinha o senador Agripino, o senador Garibaldi, a ex-governadora Wilma, vários deputados federais, que fez seis deputados federais e que fez a maioria dos deputados estaduais”.
Ainda segundo Joanilson de Paula Rego, a “mudança na paisagem humana dos políticos do RN” será completamente efetivada com uma vitória na sucessão municipal de 2016, sendo a mais importante colégio eleitoral a ser conquistado a Prefeitura da capital do Estado, atualmente ocupada pelo prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT). “Vamos ter eleição para prefeito daqui há dois anos e de dois senadores para poder completarmos essa mudança na paisagem humana dos políticos do Rio Grande do Norte. Isso será muito salutar digo eu”, frisou.
A derrota de Carlos Eduardo em 2016 e de Garibaldi e Agripino em 2018, na visão de Joanilson, seria a continuidade das transformações políticas iniciadas no Rio Grande do Norte pelas eleições de Robinson Faria para o governo e Fátima Bezerra para o Senado nas eleições de 2014. De uma só vez, Robinson e Fátima derrotaram os últimos governadores vivos do Estado, sobretudo Agripino e Garibaldi, que não disputaram a eleição, mas cujos candidatos perderam para o governo e para o Senado, sendo eles Henrique e Wilma, respectivamente.
O discurso contra os caciques políticos do RN, segundo Joanilson, foi encampado pelo eleitorado potiguar, que entendeu serem os caciques responsáveis pela situação de dificuldades por que passa o RN, um dos estados mais atrasados do país, ao lado de federações como o Maranhão e o Piauí. “A derrota do deputado Henrique significa que já houve uma mudança no que diz respeito às grandes oligarquias, as dinastias”, finalizou Joanilson.
Fonte: Jornal de Hoje