sexta-feira, 24 de março de 2017

Sindicato denuncia que Governo do Estado descumpre acordo com servidores da Saúde

Resultado de imagem para O Sindsaúde

Os repasses insuficientes para a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) têm provocado descontentamento por parte dos servidores. O Sindsaúde cobra pontos descumpridos pelo governo, assumidos em acordo intermediado pela Justiça durante a última greve. O acordo foi assinado no dia 27 de julho no Tribunal de Justiça, mas até o momento, quase todos os compromissos seguem pendentes. Em fevereiro, o Sindsaúde entrou com um pedido na Justiça para que seja aplicada a multa prevista no documento, no valor de R$ 50 mil.
Entre os pontos descumpridos está o concurso público. No acordo, o governo teria que ter selecionado a empresa responsável até dezembro de 2016 e o edital seria publicado até o final de março. Nesta quarta-feira (22), em reunião do Conselho Estadual de Saúde, a Sesap apresentou um relatório, que estima o déficit em mais de 2 mil servidores. O último concurso foi em 2010.
Outro ponto descumprido é o pagamento de progressões vencidas em 2015, de parte dos servidores. Pelo acordo, estes valores – que correspondem a 3% do salário – teriam que ter sido implantados até novembro de 2016.
O Sindsaúde tem cobrado o acordo em audiências com a Secretaria Estadual de Saúde e realizou uma assembleia geral no dia 15 de março, para iniciar a campanha salarial.  Uma nova assembleia está marcada para o dia 12 de abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário